segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Governo mira emendas da oposição para cortar gastos

06/01/2008 - 10h06

A equipe econômica do governo definiu três diretrizes para reduzir gastos e dar o troco na oposição pela rejeição da CPMF: promover um corte "salgado" nas emendas parlamentares; reduzir drasticamente os gastos com passagens e diárias; e bloquear parte do Orçamento até abril, informa neste domingo reportagem da Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).

Segundo a reportagem, a tesoura do governo causará estrago maior nas emendas de bancada, feitas por partidos políticos --a idéia seria priorizar cortes nas emendas da oposição no Senado, justamente onde a prorrogação da CPMF foi derrubada em dezembro.

A Folha informa que a terceira diretriz esconde uma maldade política: ao bloquear, ou "contingenciar" no jargão técnico, a equipe econômica deixará ministérios como Turismo e Esportes com o orçamento virtualmente cortado dadas as restrições de ano eleitoral.

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial